BNDES destinará R$ 30 mi para projetos-piloto de Internet das Coisas

BNDES destinará R$ 30 mi para projetos-piloto de Internet das Coisas
3 de fevereiro de 2019 Lattufe

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) publicou o resultado da chamada pública, lançada em junho do ano passado, para seleção de projetos-piloto de internet das coisas (IoT). Realizada em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Comunicações (MCTIC), a seleção tem o objetivo de apoiar soluções estratégicas, elaboradas por instituições tecnológicas públicas ou privadas sem fins lucrativos, com foco em cidades inteligentes, ambiente rural e saúde.

O orçamento inicial para a proposta era de R$ 15 milhões, mas tendo em vista a elevada quantidade e o bom nível dos projetos recebidos na chamada, a diretoria do BNDES duplicou os recursos e liberou um orçamento de R$ 30 milhões. Com isso, foram selecionados 15 planos de projetos-piloto de 11 instituições, contemplando todos os focos de atuação da chamada. Os investimentos são da ordem de R$ 88 milhões e o banco de fomento irá limitar, em cada um, um aporte de 50% do valor total de cada plano.

As propostas escolhidas englobam 32 municípios em 11 Estados brasileiros, e propõem soluções baseadas em IoT ligadas a temas como eficiência de redes de iluminação e uso de imagens e dados em tempo real na segurança pública; otimização de semáforos; aumento da produtividade rural por meio da gestão de pragas e previsão do microclima; e otimização da gestão de maquinário no campo, entre outros.

A chamada recebeu 53 planos de projetos-piloto, com demanda de R$ 371 milhões em investimentos. Segundo o gerente do Departamento de Telecom, TI e Economia Criativa do BNDES, Eduardo Kaplan, do total de propostas, 23 eram do ambiente de Cidades, em sua maioria relacionadas à iluminação pública inteligente.

“Outros (projetos) identificaram oportunidades no tema de mobilidade urbana, tanto para a melhoria da eficiência dos semáforos, quanto para o georreferenciamento de veículos de transporte público coletivo, e outros foram relacionados ao tema de segurança pública, como o uso de câmeras eletrônicas para o monitoramento de veículos, quanto para a identificação de situações atípicas envolvendo pedestres”, revelou Kaplan.

Para ver todos os projetos selecionados na chamada, acesse o site do BNDES.

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*